Nasce a RedUE-ALCUE para fomentar la vinculação Universidade-Empresa na Ibero-América

  • Cooperação
04 | Novembro | 2013
Santiago de Chile

Académicos, directores e especialistas sobre vinculação universidade-empresa da América Latina, Caraíbas e a União Européia encontraram-se em Santiago do Chile com o objectivo de apresentar a Rede Universidade Empresa - América Latina, Caraíbas e União Européia (RedUE-ALCUE) e articular um espaço de reflexão para a acção, orientado a fomentar em rede a realção universidade-empresa na Ibero-américa, desde o intercâmbio de experiências e a deteção de necessidades comuns.

RedUE-ALCUE nasce como resposta ao reconhecimento internacional de que uma relação activa das universidades com o mundo productivo, empresarial e social contribui a promover a transferência de conhecimento à sociedade, a inovação tecnológica e competitividade das empresas e o desenvolvimento socio-económico dos países. Com este propósito celebraram-se uma série de actividades durante os dias 21,22 e 23 de Outubro na Universidade Central (UCEN) de Chile.

Visita a galeria de fotografias em Google+

Em primeiro lugar, a Assembleia Constitutiva da RedUE-ALCUE reuniu mais de trinta Instituições de Educação Superior (IES) provenientes da Argentina, Alemanha, Chile, Colômbia, Costa Rica, Espanha, El Salvador, México, Paraguai, Peru, República Dominicana e Uruguai, interessadas em concretar a existência institucional e legal da Rede. Na mesma, os Reitores das IES subscreveram o acordo de criação da RedUE-ALCUE, analisando os documentos fundacionais.

Nos dias 22 e 23 de Outubro celebrou-se o I Congresso Internacional da RedUE-ALCUE na Universidade Central (UCEN), sob o lema "Promovendo a relação da Universidade com o mundo productivo. Alavanca para o desenvolvimento e a inovação no espaço ALCUE". Entre as actividades, houve uma conferência magistral por Alicia Bárcena, Secretária Executiva da CEPAL e a realização de seis painéis que abordaram temas relativos à vinculação universidade-empresa em Iberoamérica.

Conferência Magistral da Doutora Alicia Bárcena, CEPAL

Os painéis do encontro foram os seguintes, através do link pode-se visualizar o vídeo completo de cada sessão:

O painel de Vigilância Tecnológica foi coordenado pelo Observatório Virtual de Transferência de Tecnologia (OVTT) e moderado pelo Doutor Santiago González, ex-ministro de Mineria e Director do Programa de Desenvolvimento Mineiro da UCEN. Entre os panelistas, contou-se com a participação de relevantes especialistas profissionais em vigilância tecnológica e inteligência de negócios da Argentina, Colômbia e Espanha:

  • Sr. Miguel Borràs (ANTARA, Espanha), com a conferência: "A inteligência competitiva e a vigilância tecnológica nos desafios dos escritórios de transferência" (ver presentação).
  • Sra. Nancy Pérez (Rede ITECNOR-VINTEC, MINCYT, Argentina), com a conferência: "Políticas públicas de apoio à vigilância tecnológica e inteligência (Vitec). Experiência de sucesso na aplicação da VT na Argentina" (ver presentação).
  • Sr. Adel II González Alcalá (TecnoParque Nodo RioNegro, SENA, Colômbia), com a conferência: "Sistema de gestão da vigilância tecnológica e inteligência competitiva do TecnoParque Nodo RioNegro: InnViTech" (ver presentação).
  • Sr. Juan Carlos Vergara (HONZTA-CDE, Espanha), com a conferência: "A estratégia nos sistemas de vigilância tecnológica e inteligência competitiva" (ver presentação).
  • Sra. Sofia Oliveira Pires e Sra. Alba Santa Soriano (OVTT-Universidade de Alicante, Espanha), com a conferência: "A vigilância tecnológica como processo de inovação relacional Universidade-Empresa: OBSERVA, metabuscador em ciência e tecnologia" (ver presentação).

A seguir, pode-se visualizar o vídeo completo da sessão do painel de Vigilância Tecnológica e Inteligência de Negócios:

Painel de Vigilância Tecnológica e Inteligência Competitiva

No terceiro dia dedicou-se à constituição de grupos de trabalho temáticos que articularão o primeiro ano de actividade da RedUE-ALCUE. Criaram-se seis grupos de trabalho, com as seguintes temáticas: escritórios de transferência de conhecimento, aprendizagem permanente, escritórios de vinculação de universidades, vigilância tecnológica e sistemas regionais de inovação, como resultado dos interesses e concorrências que actualmente compartilham os membros da rede. Depois das reuniões, apresentaram-se as primeiras propostas de acção para 2014.

A sede do II Congresso Internacional da RedUE-ALCUE será em Outubro de 2014 no México, auspiciado pela a Universidade Autónoma Metropolitana.

Mais informação: RedUE-ALCUE

Chile Cooperação Transferencia de tecnología OVTT Vigilancia Tecnológica RedUE-ALCUE Argentina Alemania Colombia Costa Rica Espanha El Salvador México Paraguai Perú República Dominicana Uruguai